segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Por que os justos sofrem e os ímpios prosperam?




O salmo 73 é atribuído a Asafe. Este era levita e atuava como músico e líder dos cultos no reinado de Davi: “E Davi ordenou aos chefes dos levitas que designassem alguns de seus irmãos como cantores, para tocarem com instrumentos musicais, com alaúdes, harpas e címbalos, e levantarem a voz com alegria. Designaram, pois, os levitas Hemã, filho de Joel; e dos seus irmãos, a Asafe, filho de Berequias; e dos filhos de Merári, seus irmãos, a Etã, filho de Cusaías. 1 Crônicas 15:16,17”. São atribuídos a Asafe 12 salmos: 50 e 73-83.

Ao analisarmos a disposição do salmo 73, verificamos que o mesmo começa pelo final, ou seja, o 1º versículo trata-se, na verdade, da conclusão do restante do texto.

Neste salmo, o salmista é acometido pela inveja ao observar a vida do ímpio1. A inveja é um sentimento deveras venenoso! O invejoso não deseja um carro igual ao seu, ele deseja o seu carro! Ele não deseja um emprego igual ao seu, ele deseja o seu emprego! Ele não deseja uma mulher igual a sua, ele deseja a sua mulher! E o salmista, acometido por essa inveja, começa a questionar a justiça de Deus: Pois eu tinha inveja dos soberbos, ao ver a prosperidade dos ímpios. Porque eles não sofrem dores; são e robusto é o seu corpo. Salmo 73:3,4”. O salmista sentiu inveja da prosperidade do ímpio, ou seja, ele começou a comparar a vida dele com a vida do ímpio! Ele via o ímpio cheio de dinheiro e de toda abastança, enquanto ele estava no sufoco financeiro! Quantos já não vivenciaram um sentimento como esse?

Chegou-se ao ponto de o salmista Asafe começar a se lamentar e duvidar da eficácia de uma vida com Deus: Na verdade que em vão tenho purificado o meu coração e lavado as minhas mãos na inocência, pois todo o dia tenho sido afligido, e castigado a cada manhã. Salmo 73:13,14”.

Então Asafe toma três atitudes que o impedem de sucumbir; atitudes estas que servem para qualquer adversidade:

(1)   Ele parou para refletir sobre sua conduta! “Se eu tivesse dito: também falarei assim; eis que me teria havido traiçoeiramente para com a geração de teus filhos. Salmo 73:15”. Sabe por que muitas pessoas não gostam de refletir o porque de estarem passando por determinada adversidade? Porque, por vezes, a resposta é dolorosa! Porque encontrarão respostas que revelarão atitudes e condutas pecaminosas! Contudo, esse raio-x é necessário.

(2)   Ele passou a tentar entender os porquês! Quando me esforçava para compreender isso, achei que era tarefa difícil para mim. Salmo 73:16”. Nem todas as vezes encontraremos as respostas para nossas perguntas; daí então cabe a 3ª atitude.

(3)   Ele perguntou a Deus. Até que entrei no santuário de Deus; então percebi o fim deles. Salmo 73:17”. Quando não conseguimos respostas para nossas perguntas, não há outro caminho a não ser perguntar a Deus. Ele é justo para responder! Deus não é Deus de confusão! Ele é Deus de esclarecimento, e nesse momento o salmista teve discernimento espiritual.

A partir disso, o salmista aprendeu 12 lições valiosíssimas de uma vida com Deus. O número 12 é tratado na Bíblia como um número de autoridade: foram 12 os discípulos de Jesus; são 12 as tribos de Israel, etc.

Vamos então para as 12 lições aprendidas pelo salmista:

1.      O caminho dos ímpios é escorregadio. “Certamente tu os põe em lugares escorregadios. Salmo 73:18a”. O caminho daqueles que escarnecem a Deus são escorregadios e traiçoeiros: “Porque sete vezes cai o justo, e se levanta; mas os ímpios são derribados pela calamidade. Provérbios 24:16”. Os caminhos do Senhor são seguros e calmos. São tranquilos e aconchegantes: Deitar-me faz em pastos verdejantes; guia-me mansamente a águas tranquilas. Salmo 23:2”.

2.      Os ímpios são lançados à ruína. “Tu os lança para  a ruína. Salmo 73:18b”. O fim para os ímpios é, senão, a destruição e a ruína. Jesus Cristo nos ensinou que não adianta somar riquezas para o mundo e ser pobre para com Deus: “Mas Deus lhe disse: insensato, esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será? Assim é aquele que para si ajunta tesouros, e não é rico para com Deus. Lucas 12:20,21”.

3.      A presença de Deus é constante em nossas vidas. “Todavia estou sempre contigo. Salmo 73:23a”. Deus está sempre conosco, não importa a situação em que estejamos! Não importa as adversidades que estejamos passando; Ele sempre estará conosco: “Ensinando-os a observar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Mateus 28:20”. Deus está conosco sempre. Precisamos descansar em Deus, não importa a situação pela qual estejamos passando.

4.      Deus nos sustenta com a sua mão. “Tu me seguras a mão direita. Salmo 73:23b”. Deus nos sustenta nos momentos de mais adversidade. Ele é fiel para nos guardar, e poderoso para nos livrar. Deus promete que nos guardará com a destra da Sua justiça em todos os momentos: “não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça. Isaías 41:10”.

5.      Deus é a nossa direção. Tu me guias com o teu conselho. E depois me receberás em glória. Salmo 73:24”. Quando ouvimos a voz de Deus, sempre seguimos o caminho correto. Deus tem promessas pra minha e pra sua vida; creia em Deus e entregue os seus caminhos ao Senhor, e veja as maravilhas que Ele operará na sua vida! Ouça a voz de Deus e nunca erre o caminho; e o caminho de Deus é, senão, Jesus Cristo: Respondeu-lhe Jesus: eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. João 14:6”.

6.      Total dependência de Deus! “A quem tenho eu no céu senão a ti? Salmo 73:25a”. Que coisa maravilhosa é ser totalmente dependente de Deus! Em quem você tem depositado a sua confiança? No baralho? Nos videntes? No hosróscopo? Creia em Deus e em sua forte mão e experimente a presença do Senhor em sua vida, sabendo que somente Ele pode verdadeiramente te guardar: Porque eu sei em quem tenho crido, e estou certo de que ele é poderoso para guardar o meu depósito até aquele dia. 1 Timóteo 1:12b”.

7.       Ter fome e sede de Deus. “E na terra não há quem eu deseje além de ti. Salmo 73:25b”. Quantos de nós têm sede de Deus? Quantas vezes você tem lido a Palavra de Deus? Quantas vezes você tem dobrado os seus joelhos diande do Senhor? Intimidade com Deus só acontece com oração e conhecimento da Palavra de Deus. Tenha sede e fome de Deus!

8.      Deus é a nossa fortaleza. “A minha carne e o meu coração desfalecem; do meu coração, porém, Deus é a fortaleza, e o meu quinhão para sempre. Salmo 73:26”. Uma fortaleza é algo impenetrável! Indestrutível! Deus é a forteleza do nosso coração e, embora nosso corpo esteja desfalecendo, nosso coração é fortalecido e revigorado por Deus. Encha seu coração com a presença de Deus, e seja indestrutível!

9.      Aquele que se afasta de Deus, perecerá! “Pois os que estão longe de ti perecerão; tu exterminas todos aqueles que se desviam de ti. Salmo 73:27”. Aqueles que se afastam do caminho de Deus, perecerão. Mas perecerão por quê? Ora, porque Deus também se afastará deles: Se nem ainda com isto me ouvirdes, mas continuares a andar contrariamente para comigo, também eu andarei contrariamente para convosco com furor; e vos castigarei sete vezes mais, por causa dos vossos pecados. Levítico 26:27,28”.

10.  Aquele que se aproxima do Senhor, terá a maravilha da presença de Deus. “Mas para mim, bom é aproximar-me de Deus. Salmo 73:28a”. A Palavra de Deus diz que ao nos aproximarmos de Deus, Ele se aproxima de nós: Chegai-vos para Deus, e Ele se chegará para vós. Tiago 4:8a”. Assim, ao se aproximar de Deus você recebe a maravilhosa proteção do Senhor!

11.  Confie no Senhor. “Ponho a minha confiança no Senhor Deus, para anunciar todas as suas obras. Salmo 73:28b”. Confie plenamente em Deus e não deixe a dúvida pairar no seu coração. Saiba que Deus é perfeito e zeloso para com aqueles que o temem e confiam nele! É melhor refugiar-se no Senhor do que confiar nos homens. Salmo 118:8”.

12.  Deus é BOM! “Verdadeiramente bom é Deus para com Israel, para com os limpos de coração. Salmo 73:1”. Como eu lembrei no início dessa mensagem, o salmo 73 começa pela conclusão! Quando o salmista escreveu o primeiro versículo, ele já sabia tudo o que tinha acontecido; por isso, ele inicia o salmo com a conclusão de tudo! E sabe que conclusão é essa? DEUS É BOM! Meu caro, você está vivo: DEUS É BOM! Você tem uma família: DEUS É BOM! Você acorda e não precisa que ninguém te dê banho: DEUS É BOM! Você tem um emprego: DEUS É BOM! Você tem o que comer: DEUS É BOM! Você tem filhos: DEUS É BOM! Você tem uma esposa(o): DEUS É BOM! Você vai à casa do Senhor: DEUS É BOM! DEUS É BOM! DEUS É BOM! DEUS É BOM! DEUS É BOM! Coloque no mais íntimo do seu coração: DEUS É BOM!

Espero que você tenha um maravilhoso dia, não permitindo que a inveja acometa o seu coração, afinal, você conhece o final dos ímpios e a recompensa dos justos! O Senhor é contigo e nada te faltará!

O Senhor é o meu pastor; nada me faltará. Salmo 23:1”.

Grande abraço e que Deus o abençoe poderosamente,

Hélio Roberto.



Glossário:

1.      Ímpio: Segundo o dicionário Priberam, “ímpio” significa: que ou quem não tem religião.

Um comentário: